5 prendas de Natal para oferecer a uma pessoa que gosta de apostas desportivas

Os apostadores desportivos necessitam de algumas ferramentas para realizar as suas apostas da melhor forma possível. Portanto, familiares e amigos poderão juntar-se e comprar algumas prendas de natal para pessoas que realizem apostas desportivas. A compra de um computador pode ser dispendiosa mas é a melhor forma de apostar. No entanto, há outros objetos que são indispensáveis, tornando a vida do apostador muito mais facilitadas. De seguida, irão ser apresentadas cinco prendas de natal para apostadores desportivos.

 

1.       Computador

 

Apesar do valor do equipamento, o computador é uma ferramenta essencial na vida de qualquer apostador desportivo.

 

Para as apostas desportivas, o computador não necessita de ter grandes apetrechos em termos gráficos, o que diminui de certa forma o valor do equipamento a comprar.

 

Convém que o computador tenha uma boa capacidade de processamento para que a realização das apostas seja efetuada com o menor delay possível. Só assim, o apostador conseguirá entrar em verdadeiras oportunidades primeiro que os outros apostadores.

 

Já é possível comprar bons computadores a um preço relativamente baixo e que farão as delícias de qualquer apostador desportivo.

 

2.       Tablet

 

O tablet, pela sua facilidade de ser levado para qualquer lado e pelo acesso à internet, é uma ferramenta muito útil para oferecer como prenda de natal a um apostador desportivo.

 

Este tipo de aparelhos costumam ser mais baratos que o computador e são muito importantes quando o apostador se encontra fora de casa e não tem acesso a um computador para realizar as suas apostas.

 

3.       Bloco de notas

 

Muitos apostadores necessitam de apontar as suas ideias acerca de determinados jogos e apostas.

 

Então, nada melhor que lhes oferecer um bloco de notas como prenda de natal. Assim, o apostador poderá ter acesso à informação de que necessita, mesmo estando fora de sua casa, o que será muito proveitoso para não perder tempo a procurar no seu computador.

 

4.       Registo básico de apostas

 

O registo básico de apostas é muito importante para o controlo das apostas realizadas pelo jogador.

 

Se quer ser prático e não tem muito dinheiro para gastar, então faça ou peça ajuda a alguém para elaborar um bom registo básico de apostas. A pessoa em causa só necessitará de ter bons conhecimentos em excel.

 

O apostador sentirá que a oferta foi pensada exclusivamente para si e com o intuito de o agradar.

 

5.       Livro de apostas

 

Os livros de apostas podem ser interessantes prendas de natal pela sua utilidade em termos de abordagem dos jogos.

 

Este tipo de livros apresenta dicas úteis para os apostadores que se estão a iniciar neste mundo e algumas técnicas para melhorar a forma como o apostador analisa os jogos.

 

Assim, o apostador poderá aprender um pouco mais sobre este mundo das apostas e melhorar os seus rendimentos.

 

 

As apostas desportivas, tal como qualquer outra atividade, necessitam de algumas ferramentas que visão facilitar a vida dos apostadores. As prendas de natal são sempre bem vindas para os apostadores desportivos uma vez que as ferramentas de que necessitam para realizar as suas apostas não são propriamente baratas, tornando-se imperial que familiares e amigos ofereçam nesta época festiva prendas de natal adequadas a cada apostador.

Como recuperar psicologicamente depois de um jogo desgastante

Os jogadores profissionais e amadores de futebol lidam diariamente com uma forte pressão para nunca falharem. Se eles falham, milhares de adeptos criticam todos os passos deles, o que só tona a profissão ainda mais difícil do que aquilo que já é.

 

Mas como somos todos humanos, é natural que os jogadores falhem de vez em quando. Quando isto acontece, a pressão da equipa, dos adeptos e dos próprios clubes cai toda em cima deles, o que pode ser devastante. Para recuperar psicologicamente, os jogadores têm de passar por vários processos.

 

1 – Adquirir resiliência mental

 

Parte daquilo que é ser um jogador de futebol de sucesso envolve ser forte a nível psicológico e ter a capacidade de ultrapassar desafios como o fracasso. Alguns atletas profissionais definem o seu sucesso como o aglomerado de vários fracassos, que resultaram em sucesso pelo facto de eles nunca terem desistido.

 

O mesmo tem que se passar na cabeça de um jogador de futebol. Um jogador de futebol tem que se aperceber que apesar do treino este não é perfeito, e todos têm um jogo de futebol que acaba por correr mal… Só o podem considerar fracasso se deixarem que isto o afecte.

 

Recuperar psicologicamente é algo que todos os jogadores de futebol têm de ser capazes de fazer se querem alcançar o estrelato. Muitos, com bastante talento, acabam por desistir por serem incapazes de lidar com os seus próprios fracassos.

 

2 – Continuar a treinar

 

Depois de um jogo de futebol horrível, é preciso continuar a treinar. Uma má performance não faz um mau jogador, e isto é algo que todos deviam considerar quando o jogo de futebol corre mal.

 

Por vezes os treinadores personalizam os treinos de jogadores que jogaram mal em jogos anteriores, não para os penalizar, mas para os ajudar a recuperar psicologicamente, de modo a que eles voltem em força no próximo jogo.

 

3 – Sessões de descanso passivo

 

Sessões de descanso passivo são sessões de descanso que toda a gente faz na sua vida, independentemente da sua profissão. Estas são compostas por aqueles momentos em que damos um tempo à nossa mente para descansar com uma actividade de lazer.

 

O melhor exemplo possível seria o de dormir tempo suficiente de noite, mas há vários exemplos possíveis: ver televisão, ler, nadar, ir passear, apanhar sol, etc.. Todo o tipo de actividades que vemos como lazer servem.

 

Estas sessões dão tempo ao corpo e à mente de recuperar da vida profissional e do stress que carregamos em nós. Para os jogadores de futebol, estas são extremamente importantes e por vezes os próprios atletas são monitorizados para que o clube tenha garantias de que eles descansam como deve de ser.

 

Já houve casos bastante conhecidos de jogadores que acabaram por ser expulsos de clubes de futebol de renome por se recusarem a descansar como deve de ser depois de dias de jogo e de sessões de treinos. O bem-estar psicológico é quase tão importante como o físico, sendo que alguns especialistas chegam a dizer que é mais importante.

Os resultados viciados nas apostas desportivas

O Mercado das Apostas Desportivas é extremamente rentável, pois estima-se que este setor movimente anualmente, entre 200 a 300 mil milhões de euros em todo o mundo.

Por este motivo, este negócio está sujeito à existência de fraudes, seja através do funcionamento de Casas de Apostas ilegais, seja através da promoção de apostas relativas a eventos desportivos que não se realizam, chamados “Jogos Fantasma”, ou o mais grave, através da manipulação de resultados.

Manipulação de Resultados

A manipulação de resultados não é mais do que um esquema, onde existe uma combinação entre indivíduos pertencentes a Organizações Criminosas, vulgarmente chamadas de Máfias, e os intervenientes do desporto em causa (atletas, treinadores, dirigentes desportivos e árbitros) quanto ao resultado final.

A intenção desta prática é a obtenção de lucros e “Lavagem de Dinheiro” por parte dessas Organizações Criminosas, através do pagamento ilegal aos intervenientes desportivos para que o resultado combinado aconteça, sendo os Apostadores e as Casas de Apostas legais os principais lesados neste esquema.

Onde se verificam

O esquema fraudulento dos Resultados Viciados atua em qualquer desporto, sendo a sua ação mais incidente nos desportos mais populares e mais procurados pelos apostadores, como o Futebol, o Boxe e as Corridas de Cavalos.

Poder-se-á pensar que viciar um resultado é mais comum nos desportos individuais, como o Ténis e o Boxe, pela facilidade de pagamento na obtenção de um resultado favorável, mas tal não acontece, pois o maior número de resultados viciados verifica-se, atualmente, no Futebol. Isto acontece com mais frequência nos países do leste Europeu e asiáticos, devido aos baixos salários auferidos pelos atletas, logo mais permeáveis aos pagamentos ilegais, mas também são verificados em campeonatos mais mediáticos como o Alemão, o Espanhol e o Italiano. Mesmo em eventos desportivos como na Liga dos Campeões, na Liga Europa, no Campeonato do Mundo de Seleções e nos Jogos Olímpicos, são verificados casos de resultados viciados.

Como exemplo, podemos apontar o que aconteceu em Itália, onde vários jogadores, treinadores e dirigentes foram detidos e a Juventus, para além de ter perdido o título do campeonato desse ano, foi despromovida à série B da Liga Italiana de Futebol.

Como detetar Resultados Viciados

Não existe um método eficaz para a deteção de apostas com resultados viciados, no entanto, podem ser verificados alguns indícios que poderão ajudar a detetar algo suspeito nestas apostas.

– Quando se verifica que determinado jogo ou evento desportivo de pouca relevância tem um elevado número de apostas;

– Quando, anormalmente, as probabilidades atribuídas a um vencedor são elevadas;

– A atuação do árbitro poderá também ela ser um indício de que algo se passa, principalmente, quando esta atuação prejudica constantemente o mesmo lado durante a partida;

– Algumas substituições e alterações sem sentido efetuadas pelos treinadores durante um jogo;

– A própria performance de uma equipa ou atleta, quando apresenta uma alteração para um menor rendimento durante um jogo, deverá ser tido em conta como um indício;

– Muitas vezes, as conferências de imprensa antes de um jogo poderão ser indícios de algo suspeito, quando o discurso proferido indica que se está perante uma possível derrota, mesmo sendo essa equipa favorita e tendo melhor qualidade que o adversário.

Como se podem evitar os Resultados Viciados

Os Apostadores, os Estados e as Associações Desportivas são os principais intervenientes na tomada de medidas, de forma a evitar que estes esquemas de viciação de resultados continuem a funcionar.

Para isso existem algumas medidas que já estão em funcionamento, mas muitas outras terão de ser aplicadas.

Quanto aos Apostadores:

– Terão de estar atentos a qualquer indício de que possa existir um resultado manipulado e desta forma não apostar;

– Sempre que verifiquem a existência ou suspeita de manipulação de resultados, denunciar esta situação às autoridades, assim como informar outros apostadores;

– Evitar apostas em casas que não estão legalmente autorizadas a funcionar no Mercado de Apostas.

Quanto aos Estados compete:

– A criação de equipas concertadas entre os vários departamentos, como Finanças, Atividades Económicas e as Autoridades Policiais;

– A monitorização constante das apostas efetuadas online, para deteção de qualquer irregularidade;

– A criação e imposição de Regulamentação no Mercado de Apostas com a finalidade de tornar transparente o funcionamento deste negócio e proteger os clientes;

– Criação de programas de proteção aos intervenientes desportivos que denunciem qualquer aliciamento para adulterar um resultado;

Quanto às Associações Desportivas:

– Terão de criar e implementar regulamentos de ética e conduta profissional;

– Criação de programas de formação de atletas, com o objetivo de informação e esclarecimento do funcionamento das apostas ilegais e das suas consequências;

– Expulsão de qualquer equipa, atleta ou outro interveniente desportivo que se prove estar envolvido neste tipo de esquemas.

As apostas baseadas em resultados combinados, não só prejudicam os Apostadores, como também o próprio desporto é afetado, pois a verdade desportiva é posta em causa, levando à diminuição do interesse dos adeptos e a todas consequências que esta falta de interesse pode provocar a longo prazo.

Como estudar corretamente uma estratégia de jogo num casino de jogos

Milhões de jogadores por todo o mundo acreditam firmemente que empregando estratégias aumentam as possibilidades de vitória e a verdade é que se sentem mais confiantes apostando escudados numa boa técnica. Como estudar corretamente uma estratégia de jogo para que ela seja bem-sucedida é que vamos saber de seguida:

Ler tudo o que tiver à mão

Fazer pesquisas na Internet, nas revistas ou nos livros da especialidade, tudo é bom quando se pretende estudar uma estratégia de jogo. Obter toda a documentação possível sobre a dita estratégia e saber de que forma ela realmente acarreta vantagens para quem a utiliza é o primeiro passo para assimilar corretamente todas as possibilidades de vitória.

Treinar bastante

Não é só a teoria que tem que ser analisada ao pormenor, também é preciso que a prática seja explorada intensivamente. O jogador terá que fazer vários testes e ensaios empregando a estratégia que pretende vir a adotar até se sentir realmente à vontade no seu manuseio. Enquanto subsistirem dúvidas e questões sobre a forma de proceder é porque ainda há trabalho a fazer.

Trocar impressões com outros jogadores

Conversar com outros jogadores que utilizem ainda, ou já tenham utilizado a estratégia em causa é uma ótima forma de perceber melhor o seu funcionamento. Trocar impressões com outras pessoas vai situar o jogador dentro do universo de possibilidades oferecidas e vai fazer com que tenha uma melhor perceção dos resultados que pode esperar do emprego de cada técnica de jogo.

Escolher a estratégia que melhor se adeque às características pessoais do jogador

Nem todas as estratégias se adaptam de igual forma a todos os jogadores. Alguns jogadores sentir-se-ão melhor empregando estratégias que privilegiem o uso do raciocínio matemático, enquanto outros preferirão a destreza manual e a perspicácia. É preciso que se saiba escolher a estratégia que melhor se adapta às características pessoais de cada jogador, uma vez que nem todas surtem iguais efeitos nos jogadores embora a sua eficácia possa ser indesmentível.

Estar ciente das reais vantagens do emprego de determinada estratégia

Depende do jogo que o jogador escolher, pois se é verdade que na roleta de pouco ou nada servem as estratégias, uma vez que a sorte é quem dita a palavra final, noutros jogos como é o caso do poker empregar técnicas de jogo pode de facto aumentar a hipóteses de vitória. Estar ciente da realidade e não construir castelos de areia baseados nos possíveis milagres das estratégias é uma muito boa forma de fazer com que o jogo decorra de forma mais harmoniosa.

Aprender a controlar as emoções

Nenhuma estratégia surtirá bom efeito quando o jogador se descontrola, se enerva e perde a noção da realidade. Saber encarar as vitórias e as derrotas com a mesma naturalidade e espírito desportista fará com que as estratégias empregues resultem o melhor possível. Manter os nervos em pausa e as emoções em banho-maria é o que se tem que fazer. Empregar a estratégia da melhor forma que se conseguir e não deixar de sentir prazer com a atividade de jogar é meio caminho andado para o sucesso do jogador e da técnica que utiliza.

Alguns jogadores afirmam que as estratégias de jogo retiram a adrenalina e reduzem a passagem pelo casino a um exercício matemático e aborrecido. Mas a verdade é que é opinião quase unânime entre os clientes dos casinos que estratégias e técnicas de jogo surtem reais efeitos quando empregues com sabedoria e concentração. No fundo, com estratégias ou sem estratégias nenhumas o importante é que o casino traga alegria e diversão a quem o utiliza.

Como jogar sem ponta de lança

Um ou dois pontas de lança em campo é a dúvida mais premente da maioria dos treinadores de futebol no que respeita à linha ofensiva. Mas a hipótese de jogar sem qualquer ponta de lança, normalmente só é colocada quando não há nenhum disponível no plantel. Por vezes, ainda que raramente, vemos equipas atuar deliberadamente sem um jogador nessa posição, no entanto tal opção é muito rara.

Quando uma equipa não dispõe de nenhum jogador para essa posição, a hipótese mais recorrente é a adaptação de um atleta habitualmente usado noutras posições; é o caso mais frequente de um extremo que, por estar mais vocacionado para o ataque, é menos difícil de adaptar. Mas esta tarefa só em teoria é fácil; o extremo é, por norma, um jogador rápido e tende a desviar-se para as faixas, não exercendo aquela pressão sobre o “miolo” do terreno que se exige a um ponta de lança puro.

Assim, essa estratégia tem de ser complementada ou substituída por outras ideias táticas que a seguir expomos:

  1. Numa estratégia de 4x4x2, deve colocar-se dois extremos na zona intermédia entre a projeção da linha lateral da grande área e a linha lateral do campo. Dessa forma, estes jogadores poderão combinar com os médios laterais ou defesas laterais de forma a construir jogadas rápidas de penetração na área adversária. Esta estratégia favorecerá ainda a penetração de médios ofensivos pela zona frontal à baliza, construindo situações de superioridade numérica.
  1. Numa estratégia de 4x3x3 o homem da posição central da linha avançada pode ser um típico “número 10”, ou seja, um distribuidor de jogo que atuando muitas vezes de costas para a baliza, pode distribuir jogo pelos extremos ou médios, facilitando a entrada de vários jogadores na área adversária e de frente para a baliza. Desta forma, a ausência de um ponta de lança torna o jogo muito menos previsível dificultando de forma considerável o trabalho dos defesas contrários.
  1. Num jogo perante uma equipa (em teoria) mais forte, jogar sem ponta de lança é uma estratégia que favorece de forma acentuada os movimentos de contra-ataque, uma vez que permite a colocação de cinco ou seis jogadores em condições de conduzir jogo ofensivo, podendo surpreender o adversário e aumentar de forma considerável a velocidade de execução. Da mesma forma, a ausência da referência fixa na área adversária, favorece a mobilidade da equipa, permitindo rápidas recuperações defensivas.
  1. A ausência de um ponta de lança pode ser facilmente colmatada com movimentos verticais, embora exigindo grande mobilidade a determinados jogadores: os defesas centrais, em lances de bola parada ou em situações de ataque apoiado podem subir no terreno cumprindo as funções de finalização, em especial no jogo aéreo.

Em conclusão, podemos afirmar que mais do que uma estratégia de recurso, jogar sem ponta de lança pode ser uma estratégia que, quando bem ensaiada, pode trazer grandes vantagens, pois torna o jogo mais fluido e, acima de tudo, menos previsível, baralhando por completo o esquema defensivo e as marcações individuais por parte do adversário.

 

Como proteger um jogador da cobiça de outros clubes

O futebol do século XXI tornou-se muito mais do que um desporto, também se tornou um grande negócio financeiro. Graças a esta situação as equipas têm muitas dificuldades para manter os jogadores que mais se destacam, pois quando algum bom jogador se revela, os clubes de maior expressão acabam por o comprar muito rapidamente. Para prolongar o tempo que os jogadores mais talentosos devem ficar no seio de uma equipa, é necessário prestar atenção aos detalhes seguintes.

Fazer o jogador sentir-se confortável dentro da equipa

Se o jogador estiver feliz dentro do clube, as suas motivações emocionais irão fazê-lo rejeitar muitas propostas. Para isso é importante que o jogador tenha uma boa relação com a equipa técnica e com os adeptos. Estas relações vão fazer com que o jogador crie laços emocionais com o clube e vão melhorar o seu desempenho em campo.

Também é necessário que o técnico tenha muita atenção ao montar a tática. Ela deve ser montada de forma a favorecer as características dos jogadores mais habilidosos da equipa.

Estabelecer uma boa estrutura

Além do jogador se sentir bem com seus companheiros de equipa, é importante que o clube tenha uma boa estrutura física. É necessário ter bons campos de treino, equipamentos de qualidade e um bom departamento médico que ajude o jogador a evoluir fisicamente e a sentir-se ainda mais confortável dentro da equipa, já que essas boas estruturas diminuirão o risco de lesões. Além dessas vantagens, uma boa estrutura vai fazer com que o jogador se preocupe mais com a parte técnica e apenas com aquilo que ele sabe fazer melhor: jogar futebol.

Ter uma equipa competitiva

Para que o jogador se interesse em continuar numa equipa, é importante que esta esteja sempre à procura de títulos. Com a conquista de títulos, o jogador adiará a sua saída. Sem essa competitividade, o jogador não será visto com tanto destaque, e sair para uma equipa maior será uma opção muito bem vista. Ele também não será incentivado e não terá metas naquele clube, o que facilitará ainda mais sua saída.

 Obter mais patrocínios

Ter bons patrocínios ajudará a competir melhor com as equipas mais fortes e economicamente mais poderosas. Ao olhar para os grandes clubes, é visível que em todos eles existem grandes estrelas e muitos patrocinadores que injetam muito dinheiro nos respetivos cofres dos clubes.

Ter a capacidade de atrair novos jogadores

Ter uma boa visão sobre o jogador que poderá ser uma grande aquisição é motivo para convencer um determinado jogador a ficar. Assim, o jogador sentir-se-á mais importante na estratégia do clube e assinará contratos de longa duração com o intuito de ajudar o respetivo clube a vencer.

Manter uma boa relação entre empresário e direção

Além de tentar agradar o jogador, é necessário conversar bem com os empresários. Eles influenciam muito os jogadores e, muitas vezes, fazem com que eles escolham um clube mais lucrativo, ao invés de uma equipa que ofereça mais possibilidades de crescimento.

Vale lembrar que todas as dicas são para manter o jogador por mais tempo, pois são raros os casos de jogadores que ficam a carreira toda no mesmo clube.

Como manter o equilíbrio na forma de apostar

O jogo é e sempre será um dos grandes vícios do Homem. A sensação de se poder ganhar fortunas com uma simples e pequena aposta move, diariamente,  milhões de pessoas em todo o mundo a tentarem a sua sorte nos casinos e casas de jogos. Mas muitos (senão todos) os jogos, para além de alguma técnica, requerem sempre uma boa dose de sorte. Para fazer uma boa figura numa mesa de jogos de um casino há que saber gerir esta sorte (que nunca é para sempre) e saber manter um estado de espirito calmo e, principalmente, no controlo da situação – nunca deixando o impulso ditar uma decisão. As próximas estratégias e técnicas são essenciais para uma noite bem passada no casino e até, com sorte, bem-sucedida:

Lidar e gerir com o stress

Em primeiro lugar há que saber lidar e gerir bem com o stress. Uma noite de jogo, onde está o seu dinheiro em causa, traz também sempre uma alta dose de stress. Quando sentir que está a perder o controlo e que o nervosismo ou a ansiedade estão a tomar conta de si, pare, afaste-se um pouco, respire um pouco de ar fresco ou vá até ao bar e peça uma bebida para refrescar as ideias.

É melhor não jogar que perder

Sempre que estiver numa situação apertada dentro do jogo, lembre-se que é melhor não jogar do que jogar mal – tente jogar conscientemente, avaliando a sua jogada para, assim, fazer uma aposta segura.

Vá com alguém de confiança

Tente levar consigo para uma noite de jogo uma pessoa da sua confiança e que o conheça bem. Essa pessoa irá transmitir-lhe calma e segurança, bem como chamá-lo à razão quando achar que está a jogar inconscientemente.

Não apostar mais do aquilo que tem

Uma das regras mais importantes para manter o equilíbrio na sua forma de apostar é nunca apostar mais do que o que se tem. Nunca caia no erro de perder dinheiro que não pode perder. Leve consigo só o dinheiro que pretende apostar e, quando este acabar, retire-se e não pense mais no assunto.

Pense sempre na hipótese de ganhar

Pense e pese a sua probabilidade de ganhar. Nunca se deixe levar por uma “vontade interior” de apostar cegamente sem objetivo e nunca chegue ao ponto de apostar tudo ou nada, porque esta decisão, para além de trazer sobre si um montante extra de stress e pressão, irá sempre tomá-la precipitadamente.

Seja paciente

A paciência é a chave de qualquer jogo, juntamente com uma boa dose de sorte e uma estratégia bem refletida. Se for paciente o resultado acabará por ser sempre positivo.

Não se deixe levar por frustrações

Não leve as coisas a peito e não se deixe levar por frustrações – nunca permita ser afetado por provocações de jogadores que o querem fazer perder o controlo ou por uma série de derrotas consecutivas. Mantenha sempre a cabeça “fria” e quando vir que está prestes a explodir, não jogue.

Saiba quando deve abandonar o jogo

Outra regra bastante importante é saber quando sair – se já tiver ganho uma boa quantia (e se possível mais do que quando entrou) é uma boa altura para se retirar, não vá a ganância tomar conta de si e deitar tudo a perder. Nunca se esqueça que a casa acaba sempre por ganhar.

Divirta-se, claro!

Por ultimo, nunca se esqueça que o objetivo é divertir-se e passar um bom bocado. Da próxima vez que for tentar a sua sorte no jogo, lembre-se destas regras e terá, com certeza, uma noite bem passada e até, se estiver num dia de sorte, poderá vir com uma pequena fortuna para casa.