O papel do nutricionista no seio de uma equipa de futebol

A presença de um nutricionista numa equipa desportiva, sobretudo no futebol, é cada vez mais essencial. Esta área da saúde tornou-se comum e necessária. Qualquer clube, mesmo no caso dos de menor dimensão, recebe a visita de um profissional especializado em alimentação e nutrição e os seus conselhos.

A saúde do atleta é fundamental e influencia a forma como este entra em campo. E tal é assegurada através de alguém que sabe todos os pormenores da alimentação, desde os alimentos mais indicados para quem está em alta competição e os que contêm as fontes energéticas necessárias para  um corpo sujeito a um grande desgaste físico, como é o caso dos jogadores de futebol.

O nutricionista numa equipa de futebol

O nutricionista é essencial no acompanhamento da equipa. Não basta que tenha um bom treino físico e psicológico. A dieta é a base de um conjunto de atletas com corpo e mente sã. Os grandes clubes não dispensam a presença de um nutricionista, mesmo quando se deslocam a outras cidades ou países. Este profissional é parte integrante da equipa quando esta vai fazer estágio, pois é nesta altura que o nutricionista tem maior possibilidade de controlar o que cada jogador come e incutir-lhe bons hábitos alimentares. Por outro lado, este profissional fiscaliza a preparação das refeições para que as cozinheiras não caiam na tentação de preparar os petiscos pedidos pelos jogadores.

Um atleta de grande competição está sujeito a um enorme desgaste, pelo que precisa de fazer uma dieta equilibrada, saudável, mas igualmente rica em energia. A ementa de um jogador é diferente daquela que vai para a mesa de qualquer outra pessoa. E só um nutricionista consegue avaliar a massa gorda e muscular do atleta, os truques do seu organismo, bem como quais os alimentos que lhe fazem bem e mal. É por isso necessário ter algum conhecimento médico e perceber as componentes de todos os alimentos para detetar quais as possíveis causas de alergias. Só uma análise de um nutricionista deteta as predisposições genéticas do organismo para rejeitar alguns alimentos.

Dieta adaptada

Regra geral, um jogador precisa de maiores quantidades de vitaminas, minerais, hidratos e proteínas. Por outro lado, cabe ao nutricionista adaptar a dieta ao tipo de dia que espera o atleta. As refeições que são preparadas um dia antes, no próprio dia e no dia seguinte ao jogo são muito distintas e só um nutricionista sabe o que é melhor para o jogador em cada momento. Ou seja, antes de entrar em campo o jogador não pode ingerir refeições muito pesadas, mas nos dias que se seguem ao esforço já terá necessidade de repor as vitaminas e proteínas no organismo.

As principais funções de um nutricionista no interior de uma equipa de futebol

Este profissional, tal como um preparador físico, faz um trabalho invisível e move-se nos bastidores do clube. É responsável pela ‘liderança’ da cozinha, especialmente pela gestão e escolha dos alimentos (e não de stocks).

O nutricionista organiza a cozinha, tanto na compra, como na elaboração do menu e tem lugar reservado em qualquer deslocação da equipa. É ainda a pessoa que faz a gestão de informação entre direção e cozinheiros, mantendo os dirigentes a par dos hábitos alimentares de cada jogador e do seu empenho em seguir uma boa dieta.

A formação de melhores atletas

Com uma alimentação equilibrada, o desempenho global do atleta será melhor e mais eficiente. Além da boa forma física, terá as calorias necessárias para enfrentar os desafios de cada jogo. Por outro lado, acabará por ter melhores hábitos, que vão permitir ter uma carreira mais duradoura, pois será de esperar que não terá problemas de saúde típicos da má alimentação, como excesso de peso ou problemas cardiovasculares.

Para o bom desempenho físico, o atleta tem que saber o que é que lhe faz bem e quais os ingredientes, que apesar de parecerem inofensivos, lhe fazem mal. Esta boa alimentação dá calorias energéticas para o bom desempenho nos exercícios e facilita a renovação dos tecidos e células existentes.

Quanto mais o jogador souber acerca da alimentação, mais benefícios terá o seu organismo. Será mais fácil seguir boas regras e integrá-las na alimentação diária. Além de uma boa performance desportiva, vai ter um bom regime alimentar até ao resto da vida. Mesmo depois de abandonar a competição este hábito vai manter-se e permitir-lhe ter outra qualidade de vida, sempre acompanhada do exercício.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s